Image
portalpatos
publicidade
quarta-feira, 28 de junho de 2017
20/02/2017

Novo Porsche Panamera chega ao Brasil por R$ 758.000

Disponível em três versões diferentes, o sedã superesportivo pode chegar a R$ 981.000 na versão Turbo, de 550 cv

Apresentado durante o Salão de São Paulo em 2016, o novo Porsche Panamera chegou oficialmente ao mercado brasileiro em três versões diferentes. Maior, mais tecnológico e mais potente, a segunda geração do sedã superesportivo tem preços entre R$ 758.000 e R$ 981.000.

Os valores são sensivelmente mais altos que os praticados na geração anterior, que iam de R$ 690.000 a R$ 927.000. Não faltam, porém, atributos extras ao novo modelo.

A evolução do Panamera começa na aparência. Ele abandonou os polêmicos traços da primeira geração em favor de uma aproximação com os cupês da marca, especialmente o 911. O destaque fica para a traseira, com lanternas horizontais e aerofólio ativo.

No Brasil, três versões já estão disponíveis. A 4S, equipada com motor V6 2.9 de 440 cv e com promessa de ir de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos (segundo dados da marca), parte de R$ 758.000. Já a 4S Executive, que custa R$ 807.000, se diferencia da 4S comum pelos 15 cm extras na distância de entre-eixos, utilizando o mesmo conjunto mecânico.

A configuração mais cara, Turbo, promete ir de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos com o motor V8 de 550 cv (30 a mais em relação ao antigo Panamera Turbo) e o câmbio PDK de oito marchas – e custa R$ 981.000.

Em nossas Impressões ao Dirigir feitas na Europa meses atrás, chamaram a atenção a performance do conjunto motriz, a suspensão pneumática com barras estabilizadoras ativas e o eixo traseiro direcional, tudo atuando em conjunto para melhorar o comportamento ao volante.

Além disso, foram motivos de elogios o amplo espaço interno (suficiente para passageiros com 1,90 m de altura no banco traseiro), a nova arquitetura dos painéis e interfaces, bem mais limpos e intuitivos, e o conforto e sofisticação dignos de um Mercedes Classe S.

Portalpatos

 

Fonte: Quatro Rodas

Leia Também

Comentários