portalpatos
publicidade
terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Injeções anticoncepcionais

As injeções anticoncepcionais são métodos hormonais que impedem a ovulação e aumentam a espessura do muco cervical.

 

Os métodos contraceptivos são técnicas que ajudam aprevenir uma gravidez indesejada, sendo fundamentais, portanto, para o planejamento familiar. Cada casal deve escolher o método que mais se adapta à sua rotina, sua renda e à vontade ou não de ter filhos futuramente.

Existem vários tipos de métodos contraceptivos, que variam desde abstinência sexual periódica até o uso de hormônios. Entre os métodos hormonais, podemos citar como exemplo as injeções anticoncepcionais, que atuam de forma semelhante às pílulas anticoncepcionais.

→ Mecanismo de ação das injeções anticoncepcionais

frame align="top" frameborder="0" height="0" id="IF5550001923_15077422959281588198490" name="I5550001923_15077422959281588198490" scrolling="No" src="http://s.dynad.net/stack/sPR0dPTN2wlLAEQuB3oRw6Dfi_1rOhzVYnyD3qMkkdbDVKbQ_tcj7XAQPsWhT1lh.html" width="100%">

As injeções anticoncepcionais são formadas por hormônios semelhantes aos produzidos pela mulher. As injeções mensais são formadas por estradiol, um estrógeno natural e um progestogênio sintético, e as trimestrais apresentam apenas progestogênio. Os hormônios presentes nas injeções impedem a ovulação, mas também promovem alteração do muco cervical, que se torna espesso, impedindo, assim, a passagem do espermatozoide.

→ Tipos de injeções anticoncepcionais

As injeções anticoncepcionais podem ser de dois tipos: mensais e trimestrais. As mensais, como o próprio nome indica, devem ser aplicadas todos os meses, e as trimestrais devem ser aplicadas de três em três meses.

A mulher que faz uso das injeções mensais pode recuperar a fertilidade assim que interromper a aplicação. Já as mulheres que usam a injeção trimestral recuperam sua capacidade de ter filhos cerca de quatro meses após a última aplicação.

Vale destacar que a injeção trimestral pode ser utilizada por mulheres que estão amamentando. Nesse caso, o uso é recomendado após seis semanas do parto. No caso da injeção mensal, a recomendação é que ela só seja usada após seis meses do parto ou quando a mulher interromper a amamentação.

→ Efeitos colaterais das injeções anticoncepcionais

Assim como qualquer medicamento, as mulheres que usam injeções anticoncepcionais estão sujeitas a efeitos colaterais. Os problemas mais relatados são:

- Náusea e vômito;

- Dores de cabeça;

- Dores nas mamas;

- Sangramento entre as menstruações;

- Falta de menstruação (amenorreia);

- Sangramento prolongado;

- Ganho de peso;

- Tonturas;

- Variações de humor.

Todos os problemas citados desaparecem após, em média, três meses de uso. Em algumas mulheres, no entanto, os problemas persistem, sendo necessário procurar ajuda médica.

→ Vantagens das injeções anticoncepcionais

Esse método contraceptivo está entre os mais eficazes disponíveis no mercado. Durante o primeiro ano de uso, as taxas de gravidez giram em torno de 0,1% a 0,3%. Além da grande eficácia, não apresenta riscos de esquecimentos diários, como ocorre com a pílula.

Vale frisar que a injeção anticoncepcional não confere proteção contra doenças sexualmente transmissíveis.

Portalpatos

Fonte: Bol

Por Ma. Vanessa dos Santos

portalpatos
Leia Também

Comentários


comercial
Panetone da parati 450g frutas cristalizadas
13R$,85
comercial
Panetone da parati 450g chocolate
13R$,85