portalpatos
publicidade
22/10/2017

Títulos e gols na hora certa: 5 motivos para CR7 faturar o melhor do mundo

É quase certo que a Fifa irá conceder nesta segunda-feira o título de melhor jogador do mundo em 2017 para o português Cristiano Ronaldo.

O astro do Real Madrid é o favorito na disputa com Lionel Messi (Barcelona) e Neymar (Paris Saint-Germain) e deve conquistar o prêmio pela quinta vez na carreira, a quarta só nos últimos cinco anos.

O camisa 7 venceu a eleição de melhor do mundo em 2008, 2013 e 2014. Em 2009, 2011, 2012 e 2014, foi o segundo colocado. Caso levante o troféu neste ano, irá igualar o recorde de seu tradicional arquirrival, Messi.

Mas, afinal, por que Cristiano Ronaldo é tão favorito ao prêmio? Listamos abaixo cinco motivos pelos quais a estrela portuguesa jogou mais bola do que qualquer outro atleta do planeta em 2017.

Bicampeonato da Liga dos Campeões da Europa, Campeonato Espanhol, Supercopa da Europa, Mundial de Clubes. Cristiano Ronaldo ganhou quase tudo que disputou ao longo dos últimos meses. E, apesar de o prêmio de melhor jogador do mundo ser referente apenas às atuações individuais dos atletas indicados, o sucesso do Real Madrid certamente é um ingrediente que ajuda (e muito) no favoritismo do português.

PRÊMIO INDIVIDUAL

Cristiano Ronaldo não deve ganhar apenas o “The Best” em 2017. O camisa 7 do Real Madrid é favorito para faturar praticamente todos os principais prêmios individuais da temporada. Um dos mais importantes, ele já levou para casa. Em agosto, o português foi anunciado pela Uefa como o melhor jogador da Liga dos Campeões, a competição mais valiosa do ano.

NA HORA CERTA

O português foi o artilheiro da Liga dos Campeões, com 12 gols, sendo que dez deles foram anotados na reta final da competição. Cristiano Ronaldo marcou cinco vezes no confronto de quartas de final contra o Bayern de Munique, três na semifinal ante o Atlético de Madri e mais dois na decisão frente à Juventus. Ou seja, guardou seus gols para quando o Real Madrid mais precisava deles.

ARTILHEIRO DA SELEÇÃO

Nenhum dos outros dois finalistas do prêmio de melhor do mundo fez tanto por sua seleção entre 20 de novembro de 2016 e 6 de agosto de 2017 quanto Cristiano Ronaldo. O astro marcou sete vezes com a camisa portuguesa no período em que os eleitores deveriam analisar os candidatos para definir seus votos. O desempenho não foi suficiente para dar a Portugal o título da Copa das Confederações, mas encaminhou a classificação do país para a Copa do Mundo.

REINVENÇÃO

Aos 32 anos, Cristiano Ronaldo precisou se reinventar para continuar como um candidato real ao prêmio de melhor jogador do mundo. Para começar, o jogador passou a aceitar ser poupado das partidas menos importantes do Real Madrid (ficou fora da vários confrontos da reta final do Espanhol). Além disso, CR7 é cada vez menos um atacante de lado de campo e tem passado a maior parte do tempo.

Portalpatos

Fonte: Uol

portalpatos
Leia Também

Comentários


comercial
Panetone da parati 450g frutas cristalizadas
13R$,85
comercial
Panetone da parati 450g chocolate
13R$,85