portalpatos
publicidade
sábado, 26 de maio de 2018
28/01/2018

Paraibano tem média superior a três penalidades marcadas por rodada

Treze pênaltis já foram marcados em nove jogos. Defesa dos goleiros também é destaque, pois apenas sete deles foram convertidos com sucesso, os demais foram defendidos e desperdiçados.

Pelo que se viu até agora, a única certeza rodada após rodada no Estadual é a marcação de pelo menos um pênalti. Entre bolas na rede, defesa de goleiros e chances desperdiçadas, o Campeonato Paraibano de 2018 já registra um total de 13 penalidades máximas marcadas em quatro rodadas.

Mais precisamente 3,25 é a média de pênaltis por rodada. Isso tudo em 20 oportunidades de jogos disputados. Apenas sete jogadores conseguiram converter, os demais pararam nos goleiros ou chutaram para fora. Os goleiros do Campinense, Jeferson, e do Serrano-PB, Rhuan, se destacam, fechando o gol na defesa dos tiros diretos.

Dos 10 times que fazem parte da elite do futebol paraibano, apenas um deles ainda não teve um pênaltis marcado a seu favor. É o caso do CSP. O Campinense e Serrano-PB lideram com dois penais marcados e convertidos. Atlético de Cajazeiras, Auto Esporte, Botafogo-PB, Desportiva Guarabira, Sousa e Treze somam uma chance de gol direta através de penalidade máxima para ambos.

Reinaldo Alagoano desperdiçou a chance que teve pelo Treze no Clássico Tradição, diante do Botafogo-PB. A penalidade foi marcada no final do jogo quando o resultado já era de 1 a 1. O gol perdido impediu a vitória do time de Campina Grande sobre o pessoense e gerou muitas críticas por parte da torcida do Galo.

Penalidade máxima marcada, jogadores e torcida apreensivos e… defesa!

Além do número convertido, um total de sete, o que chama a atenção são as defesas e, consequentemente, outras chances desperdiçadas. Rhuan, camisa 1 do Serrano-PB, já fechou o gol do Lobo da Serra em duas oportunidades nos penais. A primeira defesa foi diante do Sousa, quando Diego Neves cobrou a penalidade e o goleiro evitou o gol com um bom posicionamento. Na ocasião, o time de Campina Grande acabou vencendo o jogo pelo placar de 1 a 0.

A segunda defesa foi diante do Auto Esporte fora de casa, quando Élton fez a cobrança e Rhuan caiu certo e impediu o gol. O Lobo venceu, dessa vez, com o placar de 2 a 1. Nos dois jogos, o goleiro foi destaque em campo.

O outro paredão é Jeferson, goleiro do Campinense. O jogador também defendeu dois tiros diretos, ambos jogando em casa. O primeiro foi diante da Desportiva Guarabira, na estreia da Raposa pelo estadual, defendendo a cobrança de Ebinho.

Já no jogo contra o Atlético de Cajazeiras, Jeferson defendeu o chute de Jorge Mauá. Mas acabou sofrendo o gol quando o próprio Mauá aproveitou o rebote. O atacante que, por sinal, já teve duas chances em cobranças de pênalti e desperdiçou todas elas.

O bom desempenho dos goleiros e dos jogadores das duas equipes, que também converteram os pênaltis marcados a seu favor, refletem na situação de ambos na competição. A Raposa tem 100% de aproveitamento, liderando o Grupo A, e o Lobo da Serra tem 50%, com 6 pontos na segunda colocação da Chave B.

O primeiro turno da fase de grupos do Campeonato Paraibano chega ao fim neste domingo, quando acontecer a quinta rodada.

Portalpatos

Fonte: GE PB

portalpatos
Leia Também

Comentários


comercial
Peito de Frango Granjeiro
09/06válida até oferta5R$,98
comercial
Flocos de Milho Claramil 500g
05/06válida até oferta0R$,75
comercial
Salgadinho Pippos Anime 60g
05/06válida até oferta1R$,39
comercial
Fralda Mamypoko Calca Dia e Noite (tamanhos XG14, M18 e G16)
01/06válida até oferta17R$,99
comercial
Fralda Mamypoko Calca Jumbo(tamanhos XG32, M42 e G36)
01/06válida até oferta45R$,99
comercial
Guaraná Antarctica 2,5L
01/06válida até oferta5R$,49
comercial
Pepsi Cola Pet 2,5L
01/06válida até oferta5R$,49