29/10/2022
Passados 5 meses do homicídio que vitimou Josefa Pereira da Silva Bastos, Polícia Civil da Paraíba ainda não deu respostas a sociedade do vale do Piancó.
74

Era por volta das 19h00min de uma quarta-feira (1º de junho de 2022) na Zona Rural de Igaracy, na Região do Vale do Piancó, no Sertão da Paraíba, quando homens teriam abordado e executado Josefa Pereira da Silva Bastos (de 51 anos de idade) e seu companheiro Geraldo Laurentino Neto (de 52 anos).

Passados quase 05 meses do crime, a Polícia Civil da Paraíba ainda não apresentou nenhum resultado da investigação e não se sabe ao certo se mais este crime ficará impune.

Josefa era uma mãe atenciosa e uma filha zelosa, uma irmã amada e prestativa, era do tipo daquelas pessoas carismáticas, cantivante, que fazia o bem sem olhar a quem. Nos últimos anos de sua vida iniciou um relacionamento amoroso com Geraldo Laurentino, com quem ela convivia feliz depois de ter saído de um casamento que não deu certo.

Na cidade de Igaracy o sentimento é de impunidade e descrença na justiça dos homens, pois nem à Polícia Civil e/ou Ministério Público conseguiram trazer ao tribunal quem acabou com o sorriso de Josefa e a paz de toda uma família, ocasionando, também, desde então, medo em toda uma sociedade.

As famílias de Josefa e de Geraldo estão com o coração duplamente dilacerado, inicialmente pela dor da perda das pessoas amadas brutalmente assasinadas, mas, também, e principalmente, pela dor da impunidade de um crime sem respostas por parte das autoridades.

 

Comentários


Equipe Portalpatos
mario
  • Mário Frade
  • Jornalista

mauricio
  • Mauricio
  • Full-Stack
  • Designer Gráfico
  • Técnico de Contabilidade
  • Técnico de Informática
  • Desenvolvedor Multi-Plataforma Android / IOS
  • Master Power BI T-SQL
  • MySQL | SQLServe | NoSQL | PostgreSQL
  • Designer Gráfico
  • Editor Gráfico