portalpatos
publicidade
domingo, 21 de outubro de 2018
CIDADE - 09/01/2018

Família patoense se nega a receber aluguel social da prefeitura

O setor de vigilância social, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, visitou na manhã desta terça-feira (09), uma família que está morando ao lado da Alça Sudeste, em situação precária. No barraco, sem nenhuma estrutura, vivem Maria Patrícia dos Santos Oliveira, de 31 anos, com cinco filhos, menores de idade; e o pai dela, o senhor José Oliveira de 74 anos.

A família, que antes morava no assentamento Serrote Liso, está sendo atendida, desde o mês de maio de 2017, pela Prefeitura de Patos, com uma ajuda de R$ 450,00 do Bolsa Família, e ainda com o Benefício Assistencial ao Idoso e à Pessoa com Deficiência (BPC), no valor de R$ 954,00, correspondente a um salário mínimo, em nome do senhor José Oliveira.

Nos últimos dias, o caso dessa família foi destaque na imprensa local através de reportagem no site Folha patoense.

A coordenadora da vigilância social, Áurea Zucheratto, disse que esta família está sendo assistida de todas as formas e que já foi oferecido, inclusive, aluguel social e cursos de capacitação, mas sem muito sucesso.

“O que a Secretaria de Desenvolvimento Social pode fazer por esta família está sendo feito. Nós estamos fazendo visitas periódicas, buscando saber se as crianças estão estudando; só que está havendo resistência por parte da senhora Patrícia para aceitar o aluguel social, que é um direito dela, nós estamos insistindo nisso, mas ela não está querendo,” contou Áurea

A senhora Maria Patrícia, confirmou que está recebendo o apoio da Prefeitura de Patos, mas que precisa da permissão do marido para aceitar o aluguel social.

“Veio aqui para alugar uma casa, Michelle, que é assistente social; mas, primeiro, eu tenho que falar com o meu esposo que está preso para eu saber dele se posso aceitar esse beneficio até ser feita uma casa, mas eu pretendo mesmo é ficar no sítio”, afirmou Patrícia.

Outra alegação de Patrícia é que o barraco dela fica perto das escolas onde os filhos estão matriculados, mesmo sendo oferecida pela Secretaria de Desenvolvimento Social uma busca por escolas próximas a casa que viesse a ser alugada.

Portalpatos

Fonte: Coordecom

portalpatos
Leia Também

Comentários