portalpatos
publicidade
quinta-feira, 20 de setembro de 2018

MPT determina interdição imediata do IPC em João Pessoa

Foi definido que a partir desta terça ‘não poderá haver nenhuma atividade no IPC’ até que as irregularidades apontadas sejam sanadas

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) determinou a interdição imediata e evacuação em até 24h de toda a estrutura do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC). A determinação foi divulgada nesta terça-feira (6), durante entrevista coletiva, e é baseada no “grave e iminente risco de condições de trabalho do órgão”.

Na determinação, foi definido que a partir desta terça “não poderá haver nenhuma atividade no IPC” até que as irregularidades apontadas sejam sanadas. Além disso, também é recomendado que os servidores continuem recebendo salário durante o período sem trabalho.

Segundo o MPT-PB, foram encontradas irregularidades na sala de radiologia forense, nos laboratórios, arquivo e almoxarifado, além dos alojamentos. Também foram detectadas ilegalidades nas instalações elétricas, de combate a incêndio e de atendimento ao público.

No relatório técnico, a fiscalização encontrou câmaras frias sujas e vazamentos de material biológico no setor de necropsia, improvisação de materiais de trabalho e presença de insetos.

O governo do Estado foi notificado da determinação do MPT-PB, mas até a publicação desta matéria não havia se posicionado sobre o assunto.

“Os problemas encontrados são de total ausência do Estado. Faltou esse olhar do Estado no tocante ao investimento nessa instituição. Por conta dessa opção de não investir é por isso que o IPC está no estado que se encontra”, afirmou o presidente do Sindicato dos Peritos da Paraíba, Hebert Teixeira.

Já o procurador do Trabalho, Eduardo Varandas, disse que a inspeção apenas confirmou a gravidade das denúncias recebidas e que o MPT-PB não vai permitir a falta de condições de trabalho.

“Iniciamos com a imediata inspeção por conta da gravidade das denúncias. Vamos lutar pela permanência da intervenção administrativa. O MPT entende que aquelas condições de trabalho não podem continuar. São condições de indecência a dignidade dos trabalhadores daquele local. Vamos lutar até que o governo do Estado apresente condições dignas aqueles trabalhadores. O relatório está repleto de várias irregularidades. Vamos intimar o secretário de Segurança para depor “, afirmou Eduardo Varandas.

Portalpatos

MPT determina interdição imediata do IPC em João Pessoa

MPT determina interdição imediata do IPC em João Pessoa

Fonte: Portalcorreio

portalpatos
Leia Também

Comentários