portalpatos
publicidade
terça-feira, 23 de julho de 2019
POLITICA - 09/07/2019

Leto diz que Luceninha ia renunciar de todo jeito por causa das dívidas da Prefeitura


O ex prefeito Leto Viana entrou na sala de audiência do Fórum de Cabedelo às 9h25 desta terça-feira, para interrogatório da Operação Xeque-Mate. Ele estava com colete a prova de balas.

De colete à prova de balas, o ex-prefeito de Cabedelo Leto Viana foi ouvido em audiência nesta terça-feira (09), falando pela primeira vez em juízo, no Fórum de Cabedelo. Na mesma audiência de instrução mais seis réus da Operação Xeque-Mate serão ouvidos, dando continuidade aos interrogatórios. Leto detalhou como se deram os crimes investigados na operação e afirmou que antes de surgir a ideia da compra do mandato de Luceninha, ele já pretendia renunciar.

"Luceninha já estava renunciado o mandato. Não precisava ninguém intervir, ele ia renunciar. A Prefeitura estava devendo três folhas, quase R$ 30 milhões; R$ 8 milhões da Marquise, ele ia renunciar de todo jeito", disse Leto. Mas segundo ele, Luceninha disse a Olívio que estava precisando do dinheiro, que disse para Fabiano Gomes, que articulou com Roberto Santiago, que tinha interesse em barrar a construção de um shopping em Cabedelo. "Roberto não estava comprando um mandato para Leto, estava comprando um mandato para se defender e ter a proibição do shopping".

O ex prefeito Leto Viana entrou na sala de audiência às 9h25. O advogado Jovelino Delgado, que faz a defesa do ex-prefeito Leto Viana, disse em entrevista ao ClickPB que espera que seja apreciado até esta quarta-feira (10) o pedido de revogação da prisão preventiva do ex-gestor. Ele afirma que Leto irá apresentar novos fatos que irão repercutir no processo.

Foram agendados os interrogatórios de sete réus. Entre os que devem ser ouvidos nesta terça-feira estão Leto Viana e a ex-primeira dama Jaqueline Monteiro e o ex-presidente da Câmara de Cabedelo, Lúcio José.

Além deles, ainda serão ouvidos pelo juiz Henrique Jácome os réus Adeildo Bezerra Duarte, Leila Maria Viana do Amaral, Tércio de Figueiredo Dornelas e Antônio Bezerra do Vale Filho.

Portalpatos

Fonte: Clickpb

portalpatos
Leia Tamb�m

Comentários