18/10/2019

Paraíba gera melhor saldo de empregos dos últimos seis anos para o mês de setembro

materia

A Paraíba gerou saldo de 3.098 postos com carteira assinada no último mês, resultado da diferença de 11.527 admissões contra 8.429 desligamentos.

 

O mercado de trabalho paraibano manteve cenário positivo pelo terceiro mês consecutivo do segundo semestre e gerou o maior saldo dos últimos seis anos para o mês de setembro. Com base nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta sexta-feira (19) pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, a Paraíba gerou saldo de 3.098 postos com carteira assinada no último mês, resultado da diferença de 11.527 admissões contra 8.429 desligamentos.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em setembro de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 6.618 postos no Estado da Paraíba.

As cinco principais atividades econômicas geraram emprego em setembro. A indústria de transformação (1.036) liderou o saldo do mês de setembro no Estado, seguido mais atrás pelos setores de serviços (756), da agropecuária (697), do comércio (421) e da construção (183). Os municípios de Campina Grande (811), Santa Rita (485) e João Pessoa (430) tiveram os maiores saldos, enquanto no ano o município de Sousa é quem lidera entre os maiores municípios do Estado com saldo de 2.606 postos.

Paraíba gera saldo de 4.674 no ano

No acumulado de janeiro a setembro, o saldo de empregos da Paraíba é de 4.674 postos de trabalho. Dos nove meses deste ano, seis tiveram geração com saldo positivo, com destaques para os últimos dois meses de agosto (6.770) e setembro (3.098).

Regiões tiveram saldo positivo

Todas as cinco regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 57.035 postos, seguido pelo Sudeste (56.833 vagas) e pelo Sul (23.870 vagas). O Centro-Oeste criou 10.073 postos, e o Norte abriu 9.352 vagas formais no mês passado. No país, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em setembro, o maior nível para o mês em seis anos e o sexto mês seguido de crescimento. Segundo dados do Caged, o Brasil gerou 157.213 postos formais de trabalho no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em setembro de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 211.068. A criação de empregos totaliza 761.776 de janeiro a setembro, 6% a mais que no mesmo período do ano passado.

Portalpatos

Fonte: ClickPB

Comentários


subir

Estúdio e Redação

Rua Vereador Severino Fernando de Assis, 200 - Belo Horizonte | Patos - PB
Tels - 9.9831.0065 | 9.8863.5204 | 9.8105.1022
CNPJ: 19.917.902/0001-15
email: mariolocutor@gmail.com; mauriciopatos2005@gmail.com