20/7/2021

Reforma do bloco cirúrgico do Hospital de Patos já está em andamento e previsão de conclusão da obra é final de outubro

58565

A reforma do bloco cirúrgico do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) já está em ritmo acelerado. Com um investimento de R$ 260 mil, o novo espaço contará com três amplas e modernas salas cirúrgicas construídas conforme determinação da norma reguladora RDC 50, ganhará mais um repouso pós-anestésico, um posto de enfermagem e um estar médico. Além das novas salas e espaços, a reforma vai permitir ampliar a quantidade de leitos pós-anestésico, de dois para três unidades. Desde que começou a obra, as cirurgias da unidade foram transferidas para a sede da Ginecam, sem nenhum prejuízo aos pacientes.

“Lógico que a logística das cirurgias mudou um pouco, requerendo de nós uma série de ações complementares, incluindo o transporte deste paciente, mas, sem nenhum prejuízo para eles, pois pensamos nos mínimos detalhes antes de começar a obra e tivemos o cuidado de só iniciá-la após estarmos com toda a estrutura pronta para receber nossos pacientes na Ginecam”, afirma a diretora técnica do Complexo, Dra. Jaquelline Andrade.

A coordenadora de Regulação em Saúde do Complexo, Lidiane Nascimento explica como se dá esse fluxo. “Os pacientes que chegam à nossa porta de entrada são acolhidos e passam por uma avaliação dos nossos plantonistas. A partir desta avaliação e da necessidade de exames complementares, nós teremos uma equipe de transporte 24h, com médicos e enfermeiras, que estarão transferindo esse paciente para a Ginecam se ele necessitar de algum procedimento cirúrgico”, destaca Lidiane. Ela lembra que, paralelamente, a essa conduta uma equipe da unidade já avisa a equipe da Ginecam que esse paciente está sendo transferido. “Ao chegar à Ginecam a sala e equipe já está pronta para realizar o procedimento”, enfatiza Lidiane. As equipes médicas e de enfermagem e suporte ficam de plantão tanto na sede da Ginecam, quanto na unidade.

Ainda segundo Lidiane, após a realização do procedimento, o paciente fica em observação numa sala de estabilização e, somente após o período de observação necessário a cada caso e com absoluta segurança, o paciente é removido para o seu leito no Complexo. Lidiane destaca que além das ambulâncias para o transporte dos pacientes 24h, todos os dias da semana, o Complexo ainda dispõem de dois veículos que estão exclusivos, um para o transporte de material sujo e o outro para o transporte de material limpo. Além disso, todos os dias, uma equipe da Farmácia do Complexo visita a Ginecam para repor os insumos e medicamentos necessários aos procedimentos. A coordenadora do bloco cirúrgico dá expediente na sede da Ginecam para dar todo o suporte necessário aos procedimentos enquanto durar o processo de reforma do bloco cirúrgico do hospital.

“A reforma era necessária e urgente e pensamos muito em como proceder sem que houvesse interrupção de nossos serviços, garantindo a segurança de procedimentos e a melhor forma que encontramos foi esse convênio com a Ginecam. Daí montamos toda uma logística que está nos permitindo manter o mesmo ritmo de trabalho, atendendo a nossa demanda e assegurando a segurança dos procedimentos e, consequentemente, preservando os nossos pacientes que é o mais importante”, finaliza o diretor geral do Complexo,  Francisco Guedes.

Portalpatos

Fonte: Assessoria

Comentários